domingo, 2 de agosto de 2015

Os shows que vi - parte 8 - Londres V

Última parte dos shows visto em Londres, até agora (claro, né?)

62 Adele - HMV -  Apollo Hammersmith - 20/09/2011
Esse show tem altas histórias...
Em primeiro lugar, era mais um show esgotado, dias 19 e 20 seriam ali em Hammersmith, praticamente 2 pontos de ônibus da casa que morava na época (o Apollo fica do lado da estação de metrô de Hammersmith). Depois, os próximos shows dela, naquela semana, eram no The Royal Albert Hall e seria gravado o DVD do show. Aquele famoso...

Sabia que estava esgotado, mesmo assim fui ver alguns preços no centro, na região da Picadilly vendiam para turistas nas casas de venda de ingressos para espetáculos, eles já não tinham...
Depois, quando saí do trabalho, pensando exatamente em ver se conseguia um ingresso, no metrô de Hammersmith, na passarela já tinha um cara vendendo a................. 600 libras!!!!!!!
Fiquei assustada... pensando, dessa vez não vai dar... é muuuuito caro e ela estava apenas no auge do sucesso no mundo todo... até eu fui mordida pelas dores de cotovelo de Adele... mas ela canta muito! Presenciei isso ao vivo, sim, eu consegui o ingresso, né?  Claro, continuando a saga...
Daí fui pra porta do show ver se conseguia comprar, muitos cambistas vendendo caro, todos que eu procurava era num preço exorbitante e eu não era a única a procura de um ingresso.
As pessoas se mexiam, iam conversar com um e outro pra ver se conseguiam... cambistas querendo, 300, 200 e tantas e tantas libras...
Tentava as pessoas pra ver se alguém tinha um sobrando, eu e outras pessoas tentamos ingressos que poderiam ter sobrado ou ter sido devolvidos no Apollo e... só alguns poucos que não chegavam no meu lugar na fila...
Encontrei brasileiros do Rio Grande do Sul, conseguiram comprar de uma pessoa que não iam, pagaram 60 libras, outras pessoas iam conseguindo e eu ficando com raiva de não conseguir...

Estava eu e outras pessoas desoladas porque o show estava quase para começar e nada de conseguirmos ingressos, daí chegou uma mulher com um ingresso e DEU para a menina ao meu lado!!!! Se eu estivesse no lugar dela, seria pra mim! Não sei o que aconteceu, mas a mulher chegou, entregou pra ela, que olhou surpresa e feliz (e eu mais surpresa ainda por um gesto daqueles feito por uma inglesa...) e a mulher a abraçou (me surpreendi mais ainda) com cara de choro e a menina foi pro show e eu e os outros ficamos lá admirados pensando: Que Sorte!

O show ia começar e... Adele já ia entrar no palco, esperei mais um pouco e um cambista virou pra mim e disse "ok, 50 pounds!" e comprei! comprei por 50 libras um ingresso que na verdade custou 35£, na parte de cima do Apollo, como se eu ligasse... eu tinha ingresso!!!!



Entrei e Adele também estava entrando... fiquei parada ao invés de ir pro meu lugar e bati a foto de alegria! Ela estava linda, o palco lindo... tudo tão perfeito!
E aí foi só cantar junto com ela e todas as vozes femininas do Apollo, o público era de 95% mulheres e só escutava nossas vozes, lindo cantar com ela... lindo, emocionante e o mais legal eram as coisas que ela falava, todas riam porque era aquela coisa a música é dor de cotovelo, mas  os homens que fuck off e mostrava o dedo no estilo inglês e todas aplaudiam.
Adele, naquele momento, não era só uma diva da música, mas uma interprete das alegrias e tristezas românticas de todas as mulheres, por isso cantávamos com ela, por isso adorávamos o que ela dizia: era como se a nós tivéssemos voz, e que voz! Foi aplaudida de pé:

video

63 - Echo and the Bunnymen -  London Palladium -  27/09/2011

O show do Echo eu não lembro se estava esgotado, mas saí também do trabalho e fui pra lá, um dia antes fui ver onde era, com desconfiança porque era muito no centrão... uma travessinha na Oxford e um local que costuma só  ter apresentações de musicais (apesar de os Beatles terem tocado lá).

Cheguei em vantagem de horário e fiquei esperando começar, sentadinha. O local é todo de cadeiras, mesmo na parte baixa, esperava a banda de abertura que foi....

... o próprio Eco e os homens coelhos!! Sim! Eles fizeram DOIS shows, o de abertura com músicas de todo o repertório conhecido e depois só o show de Ocean Rain.



Acho que essa foi a coisa mais curiosa que já assisti... a banda ser sua própria banda de abertura rs eles quiseram dar uma palhinha de tudo pra esquentar mais ainda o que viria!

Lembram daquele casal que estava no Manic Street Preachers e eu falei pra lembrarem deles? rs
Aqui a figuraça da mulher! Não tinha como não ser o mesmo casal! Sempre levantados e pedindo pro povo levantar, e seus copos de cerveja!
Só consegui tirar a foto dele e também... não ia ficar tirando a foto dos dois o tempo todo, né? Mas eles têm bom gosto pra música.


Adorei o show deles, pensei que ia perder várias músicas por ser só o show de um disco, mas com a abertura e o bis com Lips Like Sugar tudo foi perfeito! Quer dizer, ficar sentada não é tão legal rs mas o povo se animou e levantamos, ufa!

Quando começou só Ocean Rain, o palco também deu um show a parte com o visual de fundo. 
Achei o Ian de poucos amigos, mas ele é inglês, então estava no lugar certo rs
No final, a moça que sentou ao meu lado procurava o cartão de crédito que ela tinha deixado cair, tentei procurar com ela, olhando nos bancos próximos, uma coisa que no Brasil qualquer um faz, mas  a moça ficou tão surpresa comigo que me disse "Thank you! You're so kind!" Sim, dificilmente um inglês ou outros se preocupariam em olhar e ajudar a moça, eles são educados, mas não são gentis a esse ponto, isso seria passar do limite pra eles...

Conto o Echo como ter visto duas vezes? rs

64 - Jonathan Wilson, um rapaz jovem, com cabelos à la Jesus Cristo etc, bonito, cantando um folk
norte-americano muito bom, era a abertura para o 65 -Wilco, no Roundhouse Camden, 29/10/11.
 Vi o show dos caras de pertinho, um público tranquilo e comprei o ingresso também tranquilamente no próprio Roundhouse (era bom ter motivos pra ir até Camden).




Eu reparei num pai que foi com o filho, acho que queria que o garoto gostasse de Wilco, mas parecia que daquele jeito não ia ajudar, o menino chegou a sentar no chão de cansado do show!!!! Bem, eu não o culpo, devia ter uns 12, 13 anos, deve estar em outra vibe, culpo o pai por levá-lo e talvez até ter feito dele um antifã do Wilco. Porque quando você é obrigado a algo que não curte, ainda mais na adolescência, você acaba por odia aquilo... muitas vezes...
Não conhecia muito bem o Wilco, mas como tinha vários amigos que falavam muito deles, fui ver o show pra ver se curtia e curti, apesar de estar querendo algo mais agitado, como o que viria no outro dia!

66 - The Vaccines - O2 Arena, 30/10/2011
Estava empolgadíssima pra ver The Vaccines, não parei o ano todo de ouvir o CD deles e queria pular muito com eles e com a banda 67 - Arctic Monkeys!!!
principal
Quando vi que eles abriam pros Monkeys não pensei duas vezes! Mas mesmo assim pegue um lugar láaaa no alto do O2 Arena que é gigantesco...
e eu e minha câmera antiga ...
Mais uma vez sentada e tentando pular quando dava... ao meu lado outro pai com filho e amigo do filho, mas dessa vez percebi que foi o contrário: os meninos levaram o pai que olhava como eu pulava - deve ter percebido que eu não era inglesa ou achou que eu estava chapada rs

Excelentes shows! Mas o palco pro Vaccines não foi tão a altura como o dos Monkeys que tinha fundo, telão e melhor iluminação, bem, mas Vaccines chegaram tocando Ramones, então, o estilo tinha que ser bem punkrock do faça você mesmo! Adorei!
O CD dos Monkeys era o Suck it and See então alguma das novas e mais famosas por aqui ainda não tinham sido gravadas.
Esse foi um show empolgadíssimo! Fiquei vendo os ingleses fazerem moshpit, me surpreenderam mais uma vez!

E esse foi o último show que vi em Londres em 2011, depois voltei ao Brasil e começo o post só com Brasil na próxima.